“Os filhos do Dragão” e a luta pelos Sete Reinos

Publicado em: 27/07/2018


A LeYa acaba de lançar o livro Crônicas de espada e feitiçaria, que, editado pelo grande Gardner Dozois e contando com histórias de diversos autores renomados como Robin Hobb, Scott Lynch e Elizabeth Bear, apresenta uma história inédita ambientada no mundo de “As Crônicas de Gelo e Fogo”.

Séculos antes de acompanharmos as aventuras de Daenerys, Jon e cia., a Casa Targaryen ainda governava Westeros. Aegon, o Conquistador, uniu os Sete Reinos com fogo e sangue e os reinou por décadas – até finalmente morrer no ano 37 depois da Conquista.

A missão do próximo rei não seria nada fácil: a união dos Sete Reinos ainda era muito recente na época da morte de Aegon e os lordes mais velhos ainda se lembravam do tempo antes dos dragões. Além disso, a Fé estava cada vez mais revoltosa em relação aos hábitos exóticos dos Targaryen. A nação era uma panela de pressão prestes a explodir. Caberia ao próximo rei ser tão forte quanto o último ou deixar todo o reino recém-criado em pedaços.

É exatamente nesse período que a novela “Os filhos do Dragão” se passa. O texto narra a rivalidade entre os herdeiros de Aegon: a vida de dois irmãos que, desde o berço, eram completamente diferentes e que tiveram como destino governar os Sete Reinos. É uma história que mostra a injusta tarefa de tentar carregar o peso de ter como pai uma lenda.

Curioso? Pode ficar tranquilo que “Os filhos do dragão” é apenas a ponta do iceberg. Crônicas de espada e feitiçaria está repleto de aventuras e tramas fantásticas. E, o melhor de tudo, já está disponível nas livrarias!

Além dele, a LeYa publicou mais duas antologias de Dozois: Ruas estranhas e Mulheres perigosas.


Compartilhe


Comentários