Curiosidades sobre “O cavaleiro dos Sete Reinos”

Publicado em: 12/03/2018


A história de O cavaleiro dos Sete Reinos se passa cerca de 90 anos antes dos eventos de “As Crônicas de Gelo e Fogo” e mostra a amizade entre Aegon V Targaryen, que no livro ainda é uma criança conhecida pelo apelido Egg, e Sor Duncan, o Alto. O livro junta três contos sobre os dois personagens: “O cavaleiro andante”, “A espada juramentada” e “O cavaleiro misterioso”.

Selecionamos algumas curiosidades sobre a história:

 

PERSONAGENS QUE APARECEM EM “AS CRÔNICAS DE GELO E FOGO”

Há três personagens que estão em “As Crônicas de Gelo e Fogo” e que aparecem ou são mencionados nas aventuras de Dunk e Egg: Walder Frey, Brynden Rivers e Meistre Aemon.

O amado meistre da Patrulha da Noite e mentor de Jon Snow e Sam Tarly era irmão de Egg e conferiu o apelido ao menino. Egg comenta que Aemon está estudando na Cidadela e recorda-se algumas vezes de como os dois eram próximos.

Walder, como sabemos, hoje é patriarca da Casa Frey. Na época de Dunk e Egg, ele ainda é uma criança de quatro anos. Ele comparece ao casamento da irmã, em Alvasparedes. Embora ele não seja citado nominalmente durante a passagem, Martin confirmou a informação em seu blog.

Brynden Rivers é a Mão do Rei de Aerys I em todos os contos. Figura extremamente enigmática, ele tinha apenas um olho, na cor vermelha, e uma marca de nascença vermelha no rosto que descia pelo pescoço, parecida com um pássaro, o que lhe conferiu o apelido de Corvo de Sangue. Muito mais tarde, o personagem será conhecido como Corvo de Três Olhos em “As Crônicas de Gelo e Fogo”.

 

O CORVO DE TRÊS OLHOS

Na história atual, o Corvo de Três Olhos é um feiticeiro e vidente, hoje mais árvore do que homem, que guia Bran Stark em sua jornada para Além da Muralha. O Corvo que vemos nas cenas em A dança dos dragões tem muitas características em comum com o Brynden de Dunk e Egg: pele e cabelos brancos, apenas um olho que exibe coloração vermelha, a marca no rosto e pescoço, entre outras coincidências pontuais.

Se Brynden Rivers, o Corvo de Sangue, estivesse vivo hoje na história teria 125 anos. Há relatos do personagem ter sido preso no reino de Maekar I (pai de Egg e Aemon) e ter sido exilado na Patrulha da Noite onde eventualmente se tornou Senhor Comandante, tendo desaparecido Além da Muralha anos mais tarde.

Segundo uma famosa canção de Westeros, Lorde Corvo de Sangue possuía “Mil olhos, e mais um”. O que o Corvo de Três Olhos diz a Bran quando o encontra? Que tem Mil olhos e mais um.

 

BRIENNE DE TARTH E DUNCAN

Brienne de Tarth e Duncan, o Alto, possuem algumas características em comum. Ambos têm alta estatura. Ambos dedicaram parte de sua jornada como cavaleiros andantes. Ambos se metem em todo tipo de confusão para proteger aqueles que juraram servir.

Tanto Duncan quanto Brienne são donos de uma personalidade humilde e são muitas vezes muitos duros consigo mesmos. Dunk costumava se chamar de pateta ou cabeça-dura, lembrando-se da frase de Sor Arlan de Centarbor: “Dunk, o pateta, cabeça-dura como uma muralha de castelo”, termo que Jaime também dirige a Brienne.

Martin sempre dançou entre as curiosas semelhanças entre os dois, ambos são honrados, justos, leais, determinados. Nas “Crônicas”, vemos Brienne usando em seu novo escudo o símbolo pessoal de Duncan, sem saber do que se trata. Em maio de 2016, George R. R. Martin confirmou que Brienne é descendente dele. Isso aconteceu em uma passagem do autor pela Balticon – Convenção de Fantasia e Ficção Científica de Baltimore, Maryland. Ele disse que com o tempo, nos próximos volumes serão reveladas mais informações sobre isso.

 

ROHANNE WEBBER É AVÓ DE TYWIN LANNISTER

No conto “A espada juramentada”, Duncan se envolve com Rohanne Webber, conhecida como A Viúva Vermelha. Na ocasião, Rohanne é Senhora de Fosso Gelado, castelo da Campina. Em O Mundo de Gelo e Fogo, aprendemos que Rohanne casou-se mais tarde com Lorde Gerold Lannister e tornou-se Senhora de Rochedo Casterly.

É curioso perceber, portanto, que Rohanne e Duncan, que nutriram brevemente uma relação de afeto, são ancestrais de Brienne e Jaime, que mantiveram durante uma dura jornada ao longo das Terras Fluviais uma intensa relação de companheirismo.

 

AS PRÓXIMAS AVENTURAS

Em 2015, em seu Not a Blog, George atualizou o futuro cronograma de publicações dos contos. Ele esboçou o plano de lançar entre 12 e 13 contos, e ainda revelou alguns dos títulos que tem em mente.

“… tenho notas e algumas ideias específicas para algumas das histórias. Tem aquela que se passa no Norte e que as pessoas tem chamado “The She-Wolves of Winterfell” (As Lobas de Winterfell), embora esse não seja realmente o título. Depois disso – ou talvez antes, se eu decidir dar um “salto no tempo” – haverá “The Village Hero” (O Herói da Vila), “The Sellsword” (O Mercenário), “The Champion” (O Campeão), “The Kingsguard” (O Guarda Real), “The Lord Commander” (O Senhor Comandante), e vários outros entre eles”. 

Ansiosos para os próximos contos?


Compartilhe


Comentários