Nighflyers: Voadores da Noite – por George R.R. Martin

Publicado em: 26/10/2017


O canal SyFy vai botar no ar a nova série NIGHTFLYERS no fim deste ano ou no início do próximo, me disseram. A série é baseada na minha novela “Voadores da Noite”, publicada pela primeira vez em 1980 e incluída no livro George R.R. Martin: RRestrospectiva da Obra.

“Voadores da Noite” foi uma das narrativas dos meus Mil Mundos (Thousand Worlds), parte da história futura que compôs o pano de fundo da maior parte das histórias de ficção científica que eu escrevi e publiquei nos anos 1980. A primeira versão foi a novela de 23 mil palavras lançada pela ANALOG, com a linda capa do Paul Lehr.

Essa versão foi finalista do Prêmio Hugo na Devention II*. Perdemos para uma história da série “Dorsai!”, do Gordy Dickson, mas, como sempre, foi ótimo ser indicado… e fez com que eu voltasse a fazer parte do Clube dos Perdedores do Hugo, depois de ter me desgraçado ganhando dois no ano anterior 😉

A história ganhou muitos fãs, de qualquer forma. Um deles foi o editor Jim Frenkel, que estava fazendo uma nova série chamada Binary Stars, meio que revivendo o conceito da Ace Double** com dois “romances curtos” dividindo o mesmo livro. Ele queria usar “Voadores da Noite”, mas precisava que o texto fosse um pouco maior. Fiquei animado com o pedido, já que sempre achei que o original precisava de um pouco de mais espaço para respirar. Eu alegremente expandi a novela para 30 mil palavras, e nesse formato ela fez par com “True Names”, de Vernor Vinge, na Binary Star, mais tarde reimpressa como a história principal de uma das minhas coletâneas na Bluejay Books.

(Eu meio que odeio essa capa. Por muitas razões, que vou explicar no JCC***.)

Não faço ideia de onde o roteirista/produtor Robert Jaffe descobriu a história… se foi via ANALOG ou na minha coletânea… mas de alguma forma ele a descobriu e acabou comprando os direitos para a televisão e o cinema. O filme foi rodado em 1986 e lançado em 1987.

NIGHTFLYERS… o filme… não foi um grande sucesso. Mas é um filme pelo qual eu tenho muito carinho. NIGHTFLYERS não salvou a minha vida, mas de uma forma muito real salvou a minha carreira, e tudo o que escrevi desde então existe em grande parte por causa daquele filme de 1987.

Amanhã à noite**** vamos exibi-lo no Jean Cocteau Cinema, com Robert Jaffe voando de Los Angeles para conversar comigo sobre como foi fazer o filme.

Junte-se a nós.*****

Mood atual: AGRADECIDO


Texto traduzido do post “NIGHTFLYERS at the JCC”, publicado originalmente por George R.R. Martin em seu blog oficial em 23 de outubro de 2017. Link para o blog: http://grrm.livejournal.com/.


* Foi como ficou conhecida da 39th World Science Fiction Convention (Worldcon), em 1981, por ter sido a segunda a acontecer na cidade americana de Denver.
** Série de livros da famosa editora americana de ficção científica Ace Books publicados entre as décadas de 1950 e 70.
*** O Jean Cocteau Cinema, o cinema de que George é dono na cidade de Santa Fé, nos EUA, onde mora.
**** A exibição aconteceu em 24 de outubro, dia seguinte à publicação do post original.
***** Adoraríamos poder ir, George 🙁

Compartilhe


Comentários