“Livros e TV estão tomando rumos distintos”, diz George

Publicado em: 24/08/2017


Polêmica! Nos últimos dias, muitos sites publicaram a seguinte manchete: “Não assisto a Game of Thrones“, afirma George R.R. Martin”. Que exagero! A gente sabe que ele está sempre empolgado com a série (como contamos aqui mês passado, chegou a promover um sessão em seu cinema particular para a exibição do primeiro episódio da atual temporada). A verdade é que George anda muito ocupado – oba! – escrevendo e fazendo turnês, o que o deixou atrasado como espectador. O que importa nessa história toda é que, na mesma entrevista, ele reforçou que “os livros e a adaptação para a TV estão seguindo rumos distintos”. E foi além: “Na tela, personagens são mortos o tempo todo. Uns 20 deles que já morreram por lá continuam bem vivos para mim e vão aparecer no novo livro”, revelou.

Por falar no novo livro… “Não estou escrevendo mais lentamente que antes, não”, explicou. “Trabalhei no primeiro livro por seis anos e por quatro no segundo. Autores de fantasia que lançam romances todo ano não oferecem livros volumosos. Não são livros de 1.500 páginas, como os meus, mas de, por exemplo, 500.”

Ele afirmou também que existem dois tipos de escritores: aqueles que pensam em todos os detalhes de suas tramas antes de iniciar o texto e os que vão criando e improvisando ao longo do processo. E confirmou fazer parte do segundo grupo. “Essa abordagem tem, claro, seus efeitos colaterais. Várias vezes a narrativa me levou a becos sem saída. Tive que voltar e reescrever tudo novamente.”

Para encerrar, George contou que, de todos os personagens de sua saga, aquele de quem se sente mais próximo é Tyrion Lannister. “Mas, na verdade, estou mais para Samwell Tarly”, admitiu.


Compartilhe


Comentários