5 fatos interessantes sobre “Arianne”, capítulo de “Os ventos do inverno” – por Ana Carol Alves

Publicado em: 02/03/2018


No ano passado, a LeYa divulgou a tradução oficial de “Arianne”, capítulo que estará disponível em Os ventos de inverno, sexto volume de “As Crônicas de Gelo e Fogo“.

Este é o segundo capítulo da personagem que encontraremos no livro, sendo que o primeiro, já lido por George R.R. Martin em eventos, se passa em Lançassolar, com Doran descobrindo sobre Aegon Targaryen estar vivo e ter chegado a Westeros. Ele então envia Arianne para coletar informações sobre o novo pretendente ao trono – e é aqui que o capítulo seguinte da princesa se inicia.

Vamos recordar: Arianne Martell é a filha mais velha do príncipe governante de Dorne, Doran Martell. A jovem de 23 anos é aventureira e impulsiva, dedicada à família e, principalmente, a si mesma.

Como aprendemos na leitura de O festim dos corvos, Arianne orquestrou um golpe político envolvendo Myrcella Baratheon, trazendo – mesmo sem querer – danos físicos à filha de Cersei. No fim do livro, nos é parcialmente revelada a verdadeira intenção de Doran Martell: ao privar Arianne de seu lugar de direito como herdeira de sua casa, estava apenas cumprindo um acordo secreto com os Targaryen selado há anos, garantindo que sua filha seria rainha dos Sete Reinos ao se casar com Viserys. Em A dança dos dragões, vemos Arianne e o pai tentando contornar a situação causada pela tentativa de assassinado sofrida por Myrcella. Enquanto isso, em Essos, vemos a jornada de Quentyn Martell, que trilhou um caminho impossível e corajoso em busca da mão de Daenerys em casamento, mas acaba chegando atrasado à demanda, encontrando apenas tragédia. Sem saber do destino de Quentyn, os Martell aguardam uma frota de Lys desembarcar em Westeros trazendo Daenerys e Quentyn. Mal sabem eles, a frota na verdade traz um novo reclamante Targaryen ao Trono de Ferro.

Arianne, por Azim Al Ghussein

Agora que já desenhamos superficialmente o pano de fundo da história pregressa, aqui estão os cinco fatos interessantes sobre “Arianne”, de Os ventos de inverno:

5.

Os dois primeiros capítulos de Arianne que serão incluídos no próximo livro estavam programados originalmente para entrar em A dança dos dragões. Como Martin explicou em seu blog, em 2010:

O que aconteceu foi que decidi passar dois capítulos completos, com pontos de vista de Arianne, do volume atual para OS VENTOS DO INVERNO. Algo em que me deixou indeciso. Arianne não deveria ter nenhum ponto de vista no DANÇA, mas … hmmm, o quão vago posso ser? Muito vago, acho… existe um evento que provocará uma reação dos Dorneses.

 

4.

Arianne passa parte da viagem pensando no irmão Quentyn, se perguntando se ele conseguiu encontrar Daenerys e se precisará chamá-lo de Rei e ajoelhar-se. Aqui, Arianne pensa com soberba ao falar do irmão. Como será que ela irá reagir ao saber o que aconteceu a ele?

 

3.

Parte do capítulo se passa na Mata da Chuva, nas Terras de Tempestade. Em um ponto da viagem, a garota Elia se perde em uma caverna onde podemos ver artes rupestres dos Filhos da Floresta. É possível que a cena tenha sido livremente adaptada para a sétima temporada de Game of Thrones da HBO, quando Jon e Daenerys encontram desenhos na antiguidade estampados nas cavernas de Pedra do Dragão.

 

2.

Ao chegar ao Poleiro do Grifo, Arianne se encontra com membros da Companhia Dourada, que lhe avisam que Jon Connington não está presente, já tendo tomado o castelo de Ponta Tempestade e se instalado lá. De que maneira o castelo foi tomado, e se teremos a narração ou descrição do fato, não sabemos.

 

1.

Durante uma conversa com Lysono Maar, um mercenário da Companhia Dourada com traços valirianos, Arianne percebe que mesmo os homens que vieram do outro lado do Mar Estreito são céticos em relação a Daenerys e seus dragões: eles não parecem acreditar no poder de um dragão no campo de batalha.

 

Os ventos de inverno, como você sabe, ainda não tem data de lançamento, mas a gente espera, não tem problema. Enquanto isso, a gente lê mais uma vez: clique aqui.

Ana Carol Alves foi editora do o site Game of Thrones BR e agora está à frente do projeto Gelo e Fogo (www.geloefogo.com). Mora em São Paulo e atualmente estuda música e dramaturgia. Escreve sobre Game of Thrones desde 2011 e acredita que somos todos cavaleiros do verão – e o inverno está chegando.


Compartilhe


Comentários